Pesquisa

TV Azinhaga

Seguidores

Visitas

PageRank

Siga-nos por email

Digite seu endereço de e-mail:

Blog Archive

Sites Amigos

10 de abril de 2014

Mato de Miranda: Acidente na Estação leva coligação a exigir intervenções urgentes à REFER

Em meados do passado mês de Março, ocorreu infelizmente aquilo que muitos dos utilizadores da estação ferroviária de Mato de Miranda temiam como inevitável: uma passageira idosa, ao atravessar a passagem entre as duas plataformas, foi colhida por um comboio circulando a grande velocidade. A senhora encontrava-se já no cais mas ainda demasiado perto dos limites da plataforma, tendo sido arrastada pela deslocação de ar provocada pela grande velocidade do comboio. O acidente provocou-lhe graves ferimentos ao nível dos membros inferiores. Este foi o desfecho, que poderia ter sido pior, muito pior. Eventualmente fatal.

Estamos a falar de um comboio que se desloca a cerca de 160 km/h na sua passagem por esta estação...

Quando o grande projecto de modernização da Linha do Norte avançou, acreditou-se que todas estas situações de obsolescência de equipamentos e estruturas iriam ser ultrapassadas e que novas formas de prestar o serviço de transporte público ferroviário iriam ser facultadas às regiões mais afastadas do litoral e da capital. Contudo, essa realidade só se concretizou até à Estação de Santarém.

Se não podemos ter aquilo que existe já há anos em apeadeiros como os de Reguengo ou Santana-Cartaxo, pelo menos uma intervenção que vá um pouco além do que foi feito em Vale de Santarém.

Não nos parece que estejamos a pedir algo que não possa ser feito JÁ, e apesar da "contenção de custos" e "restrições orçamentais"...

Pedimos:
1 - A instalação de sistemas sonoros e visuais de alerta de circulação na via (semáforos, campainhas, etc.);
2 - A instalação de sistemas áudio de informação, nas duas plataformas, dando em tempo real informação sobre as condições de circulação (atrasos e chegadas à estação);
3 - A construção de uma passagem pedonal no extremo Norte das plataformas, com acesso rampeado, que permita o acesso total à plataforma Sul-Norte (à semelhança do que foi feito, por exemplo, no apeadeiro de Vale de Santarém);
4 - A pavimentação condigna da plataforma Sul-Norte, que normalmente apresenta piores condições durante o período das chuvas;
5 - A recuperação das instalações sanitárias da estação que, para além de completamente desadequadas aos dias de hoje, não são utilizáveis por utentes com dificuldades motoras;
6 - A reformulação do abrigo da plataforma Sul-Norte de modo a efectivamente garantir a protecção dos utentes às condições climatéricas.

Por isso apresentámos à Câmara Municipal da Golegã uma proposta para que esta exija junto da REFER e qualquer outra entidade competente uma intervenção com carácter de URGÊNCIA na estação ferroviária de Mato de Miranda. A fundamentação dessa proposta pode ser visualizada no vídeo partilhado abaixo.

- Proposta da Coligação PSD/CDS à Câmara Municipal da Golegã.